O aparecimento de produtos de agricultura biológica no mercado tem entusiasmado uma procura cada vez mais crescente destes produtos alimentares e devido ao aparecimento da pandemia a tendência é cada vez mais visível.

Existem vários fatores associados a esta acentuada procura por alimentos biológicos, sendo a saúde o principal motivo, associado à segurança alimentar, visto que o processo de produção é considerado mais “clean”, sem químicos, não sendo, porém, prejudicial para a saúde nem para o ambiente.

Os consumidores de hoje estão mais preocupados com a saúde, bem-estar e com a sustentabilidade ambiental e neste sentido existe alguma incerteza dos mesmos face à certificação dos alimentos biológicos. No entanto, de modo a transmitir uma maior confiança aos consumidores, o selo de certificação biológica funciona como um atributo de qualidade, sendo uma prova de que os alimentos foram produzidos de acordo com as práticas da agricultura biológica.

No geral, os produtos biológicos são considerados, pelos consumidores, produtos com mais sabor e com mais qualidade do que os não biológicos, tal como a conservação dos mesmos, sendo também um fator que leva os consumidores optarem por comprar este tipo de alimentos.

Contudo, existe uma preocupação económico-social da parte dos consumidores quando escolhem estes produtos, a produção destes alimentos está intrinsecamente associada à produção local, e assim sentem que conseguem apoiar a economia e os produtores locais.

Mais do que um conceito ou tendência, o consumo “bio” veio para ficar.

A Escolha do Consumidor realizou uma avaliação por um painel de consumidores, para apurar quais as melhores marcas em Portugal para a categoria “Melhor Marca de Distribuição Alimentar Ecológica” através da ConsumerChoice – Centro de Avaliação da Satisfação do Consumidor e os consumidores elegeram a GutBio com um grau de satisfação de 81%

 


Guia do Consumidor 2021

Queres saber que outros aspetos deves ter em conta quando escolhes uma determinada marca ou produto?